Loja Benmax Entre em contato

Espuma - A medida certa para seu chope!

-

Alternate Text

 

Há quem diga que espuma demais no copo, além de não ser bom, faz você perder ml de cerveja!? Você também pensa assim? 

Acredite. Nem demais, nem pra menos. A espuma em excesso ou a falta dela podem representar pontos de alerta e é sempre bom, ficarmos atentos.

A primeira coisa que precisa ser dita é que: Sim, espuma no chope é normal. Porém existe uma medida certa!

Vem com a Benmax descobrir qual é...

 

O que é a espuma no chope?

A espuma nada mais é que o gás carbônico – aquele que impulsionou o seu chope para fora da torneira – preso na tensão do líquido, formando bolhas. Quando a tensão é fraca, as bolhas vão se dispersando no ar e a espuma vai se desfazendo. Existem dois elementos que ajudam a manter a espuma no seu copo por mais tempo: proteínas e ácidos do lúpulo. Essas substâncias, por não se misturarem com a água do chope, acabam aderindo à espuma, mantendo as bolhas por mais tempo.

 

Qual a função e importância da espuma?

A espuma no chope é importante de diversas maneiras, desde realçar o aroma da bebida até ajudar a mantê-la gelada. Em alguns países, como a Alemanha, chega a ser cultural beber com o colarinho no copo, sendo sinônimo de qualidade da cerveja. É difícil um consumidor aceitar uma cerveja sem espuma.

 

E por que o chope tem espuma?

Além do gás carbônico, existem outras substâncias que influenciam na quantidade de espuma no chope:

 

Temperatura:  Além de afetar a percepção do sabor do chope, a temperatura pode interferir na textura da espuma. As temperaturas mais altas, a quantidade de espuma aumenta e começa a ficar mais porosa no copo, e a quantidade de espuma nos barris também aumenta;

- Álcool: A quantidade de álcool tem grande influência sob a espuma no chope. Cervejas mais alcoólicas naturalmente têm menos espuma, porque o álcool diminui a tensão superficial;

 - Nitrogênio: O gás nitrogênio, quando misturado com CO2 no cilindro de gás, tende a produzir um colarinho cremoso e encorpado.

 

Quais os benefícios da espuma?

A espuma é formada por moléculas de CO2, que carregam os aromas da cerveja. Portanto, um colarinho com boa formação e consistência vai enriquecer a degustação da cerveja;

Ajuda no reconhecimento da saúde do chope. O chope que não faz espuma pode estar com algum problema de carbonatação, contaminação ou prazo de validade;

Ajuda manter a temperatura do líquido no copo, uma vez que funciona como um bloqueio entre o chope e o ar;

Evita o contato do chope ou cerveja com o ar, minimizando a sua oxidação, que leva à formação de aromas indesejáveis. Por esse motivo, um chope servido sem espuma vai oxidar mais rapidamente, ganhando amargor com o passar dos minutos.

 

E aqui no Brasil?

A principal justificativa dos brasileiros é que a espuma toma o lugar do líquido. O que descobrimos é que segundo especialistas, 70% da espuma volta ao estado líquido. Costuma-se dizer que existem duas coisas que podem ser analisadas na espuma da cerveja: formação e persistência (ou permanência). A primeira diz respeito à quão bem formada essa espuma está, ou seja, o quão uniforme são as bolhas. A segunda é o quanto essa espuma dura no copo.

 

Falta ou excesso?!                   

Saiba que espuma no chope é bom, sim!  Todavia, espuma demais não faz bem, nem para o chope, nem para você.  Saiba como servir e formar espuma na medida certa:

A maneira como você serve o chope influencia e muito na quantidade de espuma que sai da torneira. Quanto mais distante está a garrafa do copo, maior será o impacto da bebida no copo, contribuindo para ter mais espuma. Quando se inclina o copo e serve-se o líquido lentamente, menor tende a ser o colarinho. 

A quantidade ideal é de no máximo três centímetros ou dois dedos de colarinho, aproximadamente. Mas não se esqueça de que, cada cerveja tem estilo e características diferentes para formar espuma.

Gostou do que leu? Agora que já aprendeu tudo sobre espumas, bora gelar um barril e por em prática na sua chopeira Maxicooler?!

 

Voltar para blog